metro

Linha Ética

Linha Ética

A CIMPOR implementou também um novo canal de comunicação, uma nova linha de ética operada por uma entidade independente e especializada para receber, por telefone e/ou email, quaisquer denúncias, queixas, dúvidas e/ou sugestões de qualquer tipo, designadamente as relacionadas com o Código de conduta da Cimpor.


Ethic.co está sempre convosco!


Pode denunciar situações que considere contrárias aos Princípios de Ética nos Negócios e ao Regulamento da Declaração de Não Conformidade da Cimpor, aos padrões e regulamentações profissionais e à lei, dentro dos princípios de confidencialidade.


Que situações podem ser denunciadas?

  • Desobediência aos princípios éticos da empresa
  • Falsificação de documentos
  • Conflito de interesses
  • A utilização das redes sociais é contrária à imagem da empresa
  • Comportamento não ético e ilegal
  • Suborno e corrupção
  • Comercialização de informação interna
  • Assédio / pressão psicológica
  • Situações que prejudicam a reputação da empresa e da sua marca


 

Aviso Legal e Política de Privacidade – RGPD


Todas as questões relacionadas com a proteção de dados pessoais podem, hoje, ser monitorizadas pelo encarregado de proteção de dados da Cimpor através do email dpocimpor@cimpor.com

A CIMPOR preocupa-se com a sua privacidade. Os dados pessoais são utilizados somente para as finalidades para as quais são recolhidos e tratados respeitando a legislação de Proteção de Dados Pessoais.


POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS

Alinhada com a sua Politica de Gestão integrada, a Lei 67/98 de 26 de outubro e o Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (UE) nº 2016/679 de 27 de abril de 2016 (adiante designado RGPD), a Cimpor e todas as suas participadas (adiante designadas CIMPOR) adotam um posicionamento ético e de compromisso com os seus colaboradores, clientes, fornecedores e demais públicos, relativamente à proteção da privacidade e dos dados pessoais que lhe são confiados.


1. Princípios

A Cimpor trata os dados pessoais com base nos seguintes princípios:    

  • O tratamento de dados pessoais é efetuado de forma lícita, leal e transparente;
  • A respetiva recolha é efetuada apenas para finalidades devidamente determinadas, explícitas e legítimas;
  • Os dados recolhidos são limitados ao estritamente imprescindível e pelo tempo necessário para as finalidades para que são tratados;
  • Apenas têm acesso aos dados pessoais tratados os trabalhadores e parceiros do Grupo cujas funções assim exijam;
  • Os dados pessoais são tratados de forma confidencial;

Todas as definições para efeitos de proteção de dados remetem nos seus exatos termos para o RGPD.


2. Dados pessoais

Dados pessoais são qualquer informação relativa a uma pessoa singular identificada ou identificável (o titular dos dados).


3. Responsável pelo tratamento

O responsável pelo tratamento dos dados pessoais é a empresa do Grupo Cimpor com a qual os titulares de dados se relacionem.


4. Condições para o tratamento 

A Cimpor e as suas participadas apenas procederão ao tratamento de dados pessoais quando se verifique pelo menos uma das condições previstas na legislação sobre proteção de dados, nomeadamente:

  • O titular dos dados tenha dado o seu consentimento expresso e prévio, prestado de forma livre, informada, específica e inequívoca;
  • O tratamento dos dados pessoais seja necessário para a execução de um contrato no qual o titular dos dados é parte, ou para diligências pré-contratuais a pedido do titular dos dados;
  • O tratamento seja necessário para o cumprimento de uma obrigação jurídica a que a empresa CIMPOR esteja sujeita;
  • O tratamento seja necessário para garantir interesses legítimos da CIMPOR. 


5. Prazo de conservação dos dados pessoais

A CIMPOR, em linha com os princípios acima mencionados, conserva os dados pessoais conforme as finalidades para que os mesmos foram recolhidos apenas pelo período de tempo necessário para o cumprimento dessas finalidades, de acordo com a lei. A CIMPOR definiu procedimentos para garantir a pseudonimização ou eliminação dos dados depois de decorrido o período de conservação.


6. Direitos dos titulares e dados pessoais

A CIMPOR garante que o titular dos dados pode exercer os direitos que lhe são conferidos pela legislação sobre a proteção de dados, nomeadamente:

  • Direito de informação, acesso e de retificação de dados pessoais ou que os mesmos sejam completados;
  • Direito ao apagamento, nas situações previstas pelo RGPD;
  • Direito à limitação do tratamento;
  • Direito à portabilidade dos dados que lhe digam respeito e que tenha fornecido, desde que tal seja tecnicamente possível;
  • Direito de oposição ao tratamento;

E ainda o direito de não ficar sujeito a decisões individuais exclusivamente automatizadas, retirar o consentimento que tenha dado para o tratamento dos seus dados pessoais e de reclamar perante a Comissão Nacional de Proteção de Dados.


7. Medidas de segurança

A CIMPOR tem ao seu dispor medidas de segurança, técnicas e organizacionais, de proteção contra a violação dos dados pessoais, que provoquem de modo acidental ou ilícito, a destruição, a perda, a alteração, a divulgação ou o acesso não autorizado aos dados pessoais transmitidos, conservados ou sujeitos a qualquer tipo de tratamento e contra qualquer outra forma de tratamento ilícito.

O compromisso assumido na proteção de dados pessoais implica também que, sempre que os dados pessoais sejam transmitidos a outras entidades, estas fiquem obrigadas a adotar medidas técnicas e organizacionais que garantam o mesmo nível de proteção.


8. Comunicação de dados pessoais a outras entidades

Os dados pessoais podem ser transmitidos a subcontratantes para que estes os tratem em nome e por conta da CIMPOR assegurando-se sempre que estes apresentam medidas técnicas e organizativas que protejam adequadamente os dados pessoais. 
Podem também, quando se justifique, ser transmitidos às sociedades pertencentes ao Grupo e às Autoridades públicas (Autoridade Tributária, Autoridades Judiciárias, Polícia, etc.) no cumprimento de obrigações jurídicas.


9. Tratamento transfronteiriço

Qualquer transferência de dados pessoais para empresas do Grupo situadas em países fora da União Europeia poderá ocorrer apenas no âmbito de um acordo intergrupo, que assegurará que as transferências de dados se realizam no estrito cumprimento das normas legais aplicáveis.


10. Contactos

O titular dos dados que pretenda exercer algum dos direitos referidos ou esclarecer questões relacionadas com a proteção da privacidade e dos seus dados pessoais tratados pela CIMPOR, pode faze-lo por carta dirigida ao Data Protection Officer , Av. José Malhoa nº22, Pisos 6 a 11, 1099-020 Lisboa, ou, preferencialmente por correio eletrónico para DPOCIMPOR@CIMPOR.COM

 

Controlo Interno

Ao nível do sistema de controlo interno destaca-se ainda o reforço da estrutura da gestão do risco por meio da criação de um departamento de auditoria interna.

O modelo de governo da CIMPOR insiste na manutenção de parcerias sustentáveis e na minimização do risco, tanto ao nível do negócio, com impacto no EBITDA, como ao nível do processo, com impacto na atividade operacional.