Quantcast
516 Arouca a maior ponte pedonal suspensa do mundo - 516 Arouca a maior ponte pedonal suspensa do mundo

Notícias

516_arouca

Projetos

516 Arouca a maior ponte pedonal suspensa do mundo

07 Fevereiro 2022

Suspensa no céu, em pleno Arouca Geopark, território da UNESCO, nasce a 516 Arouca, ligando a margem de Canelas à de Alvarenga.

A 516 Arouca, é constituída por gradis e cabos de aço, com 516 metros de vão, 1,20 metros de largura e 175 metros de altura acima do rio Paiva. 

O tabuleiro em grelha metálica suportado por dezenas de cabos de aço sustenta-se em dois pilares de betão. Fornecida pela Betão Liz - Esmoriz, empresa do Grupo CIMPOR, esta obra teve como principal betão utilizado o C30/37.S4.XC4(P).D22.Cl0,4 (CPF). A principal dificuldade verificada nos fornecimentos foi o elevado tempo de transporte até ao local, que podia atingir as 2 horas, o que obrigou a utilizar adjuvantes especiais para manter o betão trabalhável durante um período de tempo mais alargado.

A travessia da ponte 516 Arouca é uma experiência incrível, mas há muito mais para usufruir. 

Seja do alto da ponte, ou nos percursos a pé que levam até às suas entradas, há uma natureza envolvente única e, em grande parte, em estado bruto, que prende o olhar.

Nesta área classificada como Rede Natura 2000, os visitantes mais atentos podem observar diversas e magníficas espécies, da grande águia-cobreira à pequena borboleta-do-medronheiro, neste que é também o habitat natural de corços, coelhos-bravos, esquilos-vermelhos, lontras, lobos-ibéricos, águias-d’asa-redonda e não só. 

São centenas de animais, alguns deles em risco de extinção, que encontram aqui um refúgio perfeito. Uma região onde também a flora é vasta e rica ao longo de todas as estações do ano.

Encontra aqui mais informações e vídeo desta icónica obra do Município de Arouca.


Artigos Relacionados

Parque fotovoltaico da Maia

Sustentabilidade


Parque fotovoltaico da Maia: Investir no futuro com energia sustentável

Está em curso o projeto de instalação das Unidades de Produção para Autoconsumo (UPAC) no Entreposto da Maia. A instalação de 1.500 painéis solares permitirá gerar anualmente aproximadamente 1 300 MWh, evitando a emissão de 450 toneladas de CO2. O objetivo é de produzir autonomamente cerca de 40% das nossas necessidades energéticas, reduzindo ainda mais as emissões indiretas de CO2.

Este é mais um dos passos significativos na construção de um futuro mais sustentável.

Com um investimento total de 192 mil euros, o projeto é financiado pela União Europeia (UE) através do Next Generation EU e do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Clique aqui para ler a ficha do projeto.

Cimpor na EnviroTech 2024

Eventos


CIMPOR na EnviroTech 2024

A Conferência e Exposição EnviroTech 2024, organizada pela World Cement, decorreu em Lisboa de 10 a 13 de março de 2024, e reuniu figuras de destaque na indústria cimenteira mundial.

Suat CALBIYIK, Presidente da CIMPOR Global Holdings, e Berkan Fidan, CTO da CIMPOR Global Holdings, participaram na conferência com as suas intervenções relacionadas com as experiências pioneiras da CIMPOR com argilas calcinadas, compartilhando a experiência industrial e a visão sobre as tecnologias de produção de argila calcinada e cimentos mistos de argila calcinada, que são, entre outras novidades anunciadas, estratégias importantes do Roteiro de Sustentabilidade e Descarbonização da CIMPOR.

Betão Liz reabre Centro de Produção de Famalicão

Destaque


Betão Liz reabre Centro de Produção de Famalicão

É com orgulho que assinalamos a reabertura do centro de produção da Betão Liz em Gavião - Famalicão, totalmente renovado após 10 anos de fecho. Este marco representa, não apenas a retoma de operações, mas também um novo capítulo na nossa história. A modernização desta instalação reflete o compromisso em oferecer produtos e serviços de qualidade, enquanto impulsionamos a economia local.

Estamos entusiasmados por retomar a produção e fortalecer laços com a comunidade.